O que é lipoaspiração?

A lipoaspiração consiste em retirar o excesso de gordura de uma região do corpo através da aspiração por cânulas. É um dos procedimentos em cirurgia plástica, mais realizado no mundo. 

Alguns nomes podem ser associados ao procedimento de acordo com as técnicas utilizadas, tais como:

Hidrolipoaspiração: também chamada de lipoaspiração tumescente, é uma cirurgia plástica indicada para retirar a gordura localizada de várias partes do corpo e feita sob anestesia local.

 

Para quem essa cirurgia é indicada? 

A hidrolipoaspiração é indicada no caso em que a(o) paciente necessita apenas remodelar o contorno corporal. Como é feita sob anestesia local a recuperação é mais rápida e há menor risco de complicações.

Vibrolipoaspiração – vibrolipo, ou vibrolipoaspiração, é uma técnica de lipoaspiração onde o cirurgião plástico utiliza um dispositivo (elétrico ou mecânico) que o auxilia no processo de retirada da gordura corporal.

O aparelho utilizado é composto por cânulas finas que geram movimentos de vaivém muito rápidos, e por isso recebe o nome de vibrolipoaspiração.

A técnica ajuda a diminuir o esforço necessário para movimentar a cânula durante a cirurgia, facilitando a retirada de gordura. 

Existem outros procedimentos de lipoaspiração, mas o fator mais importante para o sucesso e a segurança de qualquer procedimento continua sendo a habilidade do cirurgião plástico especialista e membro da SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. 

 

Mitos e Verdades:

 

1. A lipoaspiração é feita para emagrecer?

Mito –  A lipoaspiração não é um procedimento feito para o emagrecimento e sim para melhorar o contorno corporal, ou seja, reduzir a gordura localizada e definir determinadas regiões do corpo. Para que a(o) paciente tenha um bom resultado, é necessário já ter alcançado o seu peso ideal antes da cirurgia e o mantenha no pós cirúrgico.

 

2. A gordura retirada na lipoaspiração pode ser utilizada em outras regiões do corpo?

Verdade –  Esse procedimento recebe o nome de lipoenxertia, onde o cirurgião plástico utiliza a gordura retirada da(o) própria(o) paciente para preencher áreas onde ela(o) deseja mais volume, como por exemplo nos glúteos, obtendo um resultado muito natural; na face para tratar os sulcos, lábios e outras regiões que perderam volume decorrentes do envelhecimento; e ainda pode ser utilizada em cirurgias reparadoras, para corrigir deformidades e cicatrizes.

 

3. A lipoaspiração retira toda a gordura em excesso de acordo com o desejo da(o) paciente?

Mito – Isso não é verdade e fique muito atenta(o) a quem promete esse tipo de solução.  Conforme resolução do CFM – Conselho Federal de Medicina, a quantidade máxima a ser lipoaspirada não deve ultrapassar 7% do peso corporal da(o) paciente. Na dúvida consulte sempre o site do CFM:  https://portal.cfm.org.br/ ou o http://www2.cirurgiaplastica.org.br/   da SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica 

 

4. Depois da lipoaspiração a(o)paciente não volta a engordar na mesma região?

Mito – As células de gordura retiradas da região não retornarão ao local, mas as células que ali permaneceram podem sim aumentar de volume conforme o ganho de peso da(o) paciente. Por esse motivo é muito importante seguir todas as orientações médicas e manter o peso ideal após a cirurgia.

 

5. A lipoaspiração pode ser realizada em associação com outras cirurgias?

Verdade –  A lipoaspiração pode ser associada a outras cirurgias como, por exemplo, as que são feitas para melhorar o contorno corporal, como abdominoplastia, cirurgias mamárias ou até mesmo cirurgias faciais, auxiliando para resultados mais satisfatórios.

 

6. É preciso fazer drenagem linfática após a cirurgia de lipoaspiração?

Verdade – A drenagem linfática é indispensável após a cirurgia de lipoaspiração, porque além de reduzir o edema e trazer mais conforto ao paciente ajuda a drenar os líquidos acumulados, auxilia na reabsorção das equimoses (aquelas marcas roxas que ficam na região da cirurgia) e também ajuda a diminuir a formação de fibrose. Lembrando que esses procedimentos também devem seguir as orientações do cirurgião plástico.

 

7. Qualquer pessoa pode submeter-se a uma lipoaspiração?

Mito –  Pessoas muito acima do peso, com histórico de pressão alta, diabetes, problemas cardíacos ou pulmonares, que não estejam sob controle, pode não estarem aptas a submeter-se a cirurgia. Nesses casos é preciso primeiramente tratar as patologias adequadamente, chegar mais próximos do peso ideal, e cessar o tabagismo. Por esse motivo é indispensável a consulta ao Cirurgião Plástico, onde serão dadas todas as informações sobre o procedimento e também se você está apta(o) ou não a se submeter ao mesmo.  

Lembre-se, para que você se submeta a um procedimento seguro e de qualidade e alcance os resultados desejados, é imprescindível que consulte um cirurgião plástico membro da SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. 

Mantenha-se sempre bem informada(o) e em Harmonia com o Tempo!

Agende uma consulta! | Agendar visita! | Clínica Athenee


Conteúdo revisado por:

  1. AMIR EL HAJE

Cirurgião Plástico – CRM/SC 6117 – RQE 2795

Membro do Royal College of Surgeons of England
Membro da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS)
Membro da International Plastic Reconstructive and Aesthetic Surgery (IPRAS)
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica
Membro do Colegio Brasileiro de Cirurgiões

Referências/ disponíveis em:

<https://www.tuasaude.com/quem-pode-fazer-lipoaspiracao/

https://rsaude.com.br/joinville/materia/os-mitos-e-verdades-sobre-a-lipoaspiracao/21500>

<https://sbcp-sc.org.br/artigos/lipoaspiracao-para-quem-e-indicada/>

<https://www.tuasaude.com/lipoaspiracao-tumescente/>

<http://www2.cirurgiaplastica.org.br/blog/2018/05/09/voce-sabe-o-que-e-vibrolipo/>

<https://www.minhavida.com.br/beleza/tudo-sobre/16462-drenagem-linfatica>

Foto: <https://sbcp-sc.org.br/cirurgias-e-procedimentos/contorno-corporal/contorno-corporal/>

Pesquisa efetuada no período de 14 a 17 de junho de 2021.